Limoncello é um licor doce de limão siciliano produzido no Sul da Itália feito à base de limão, água, açúcar e álcool. Nascido no início do século XX, sua autoria é disputada entre as regiões de Sorrento, Amalfi e Capri.

Para produção do licor é preciso infusionar a casca de dez grandes limões sicilianos para cada litro de álcool por uma média de 20 dias e então juntar uma calda de açúcar (feita com 300g de açúcar e 600mL de água), filtrar e engarrafar.

O limoncello pode ser apreciado como um aperitivo ou digestivo após as refeições, para se bebericado junto com um bom expresso, mas também é um ingrediente riquíssimo para ser utilizado em receitas de confeitaria (como essa) e drinks elaborados.

O limão amalfitano possui características únicas, o que o torna famoso no mundo todo!  Também conhecido como stusato amalfitano (o “femminello”) é um produto com indicação geográfica protegida (IGP) produzido nos municípios pertencentes à Costa Amalfitana (Amalfi), Ravello, Cetara, Conca dei Marini, Furore, Maiori, Minori, Positano, Scala, Vietri sul Mare e Tramonti.

As primeiras regiões a produzirem o limão, na península de Sorrento-Amalfi foram Maiori, Minori, Sorrento e Massa Lubrense.

DSC07976

Costa Amalfitana e seus ricos limões

A difusão do limão para outras regiões de Amalfi ocorreu devido à necessidade de utilizar a fruta contra o escorbuto, doença causada pela deficiência de vitamina C. Para os amalfitanos, historicamente um povo famoso em navegações, era determinante poder dispor em seu próprio navio de um estoque de limões. Já no século XI, a República Amalfi decretou que todos os navios deveriam obrigatoriamente ter limões a bordo.

De 1400 a 1900, para a utilização do limão contra o escorbuto, houve uma enorme demanda de limões amalfitanos; o limão não era só enviado a outras áreas italianas como também a países estrangeiros, especialmente do norte europeu.

IMG_0610

No século XIX o autor Matteo Camera escreveu sobre os limões amalfitanos na narrativa da história da região: “que a partir de Minori foram transportados por mar para outros mercados italianos, juntamente com o limoncello e o cetrangoli (feito com laranjas amargas)…” – e foi assim que ao longo da costa os jardins de limões cresceram pelos séculos em número e alcance, graças à recuperação dos solos agrícolas antes inacessíveis.

Seguindo a popularidade do limoncello na Itália, aqui no Brasil, um licor similar – o Citroncello Positano – é produzido no Sul do país, na região gaúcha de Xangri-la. Em São José dos Pinhais, produz-se o limão gelo, e em Jaú, São Paulo, o limoncello é produzido a partir de cachaça.

Os Estados Unidos também produzem limoncello usando limões da Califórnia, mas os melhores sempre serão aqueles produzidos na região da costa amalfitana com o verdadeiro limão siciliano. Quando for comprar o licor, procure a região de produção nos rótulos e comprove! Depois volte aqui e conte pra mim!

Referências

Consorzio di Tutela Limone Costa d´Amalfi IGP. Disponível em: <http://www.limonecostadamalfiigp.com/>. Acesso em 26 de janeiro de 2015.

Limone IGP Costa d´Amalfi. Disponível em: <http://www.amalficoast.it/primopiano/resort/costiera-amalfitana-1/limone-igp-costa-d-amalfi-23.aspx>. Acesso em 22 de janeiro, 2015.

Prodotti Tipici dela Campania: limone IGP Costa d´Amalfi. Disponívl em: <http://agricoltura.regione.campania.it/tipici/limone-amalfi.html>. Acesso em 22 de janeiro, 2015.

fotos: Joyce Galvão

Comments

comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *