limão cravo (2)

Um pé de limão cravo, para chamar de meu, no sítio da família.

Limão rosa, cravo, galego, caipira,lava-tacho, vinagre, china, creme, capeta, bugre, cavalo, égua, francês, tambaqui ou bergamota? Qual seu nome verdadeiro?

O Citrus x limonia Osbeck não é bem um limão, como o siciliano (ou verdadeiro), mas uma lima ácida (uma espécie de cítrico que reúne no máximo dez variedades no planeta), assim como os limões verdes galego e taiti, hibrido do limão verdadeiro com a tangerina. Também conhecido como limão-cavalo, por ser resistente a uma série de doenças e a épocas de seca, é utilizado como porte (cavalo) para o enxerto de outros cítricos.

Vem lá da Índia – limão rangpur, Sylhet, surkh nimboo, sharbati ou marmalade – encontrado em meados do século XIX aos pés do Himalaia, chegando ao Brasil pelas mãos dos portugueses, mas é quase-quase nativo do Brasil, afinal, se adaptou com extrema facilidade ao nosso clima tropical. Rico em betacarotenos, é super suculento, tem uma durabilidade muito maior que os outros limões mas, infelizmente, não é encontrado facilmente nas grandes cidades, apenas no meio rural onde tampouco tem grande valor comercial, já que além de ser abocanhado pelo gado, se espalha com facilidade pelos quintais domésticos.

IMG_2341

Difícil não encontrar um brasileiro que tenha uma lembrança afetiva de sua infância entre os pés de limão cravo, ou que não tenha uma receita, um nome ou um causo para contar! Por aqui, o outono chega com árvores carregadas de frutos alaranjados – prontos para serem colhidos e preparados de diversas maneiras: limonadas ricas em vitamina C (mais do que seus parentes próximos), caipirinhas (experimente adoçada com mel!), compotas, bolos, tortas e geleias. Sem contar as preparações da cozinha salgada, sendo perfeito para tempero de carnes e saladas – apresentando propriedades nutricionais mais ricas que o vinagre (talvez por isso conhecido como limão vinagre).

Além do seu apelo gastronômico, esse limão rústico, de aparência grosseira, é famoso pelas suas utilidades na limpeza, já que por ser ácido retira odores, limpa grelhas de churrasqueira e tachos de cobre (limão lava-tacho ou limpa-tacho).

A maioria das plantações dessa variedade são infestadas por uma doença chamada verrugose, que, apesar de ser inofensiva, deixa a casca com aparência desagradável (por isso limão cravo), mas não altera sua polpa.

Segundo pesquisas, o óleo essencial extraído da casca do limão apresenta propriedades terapêuticas acima da média quando comparado à outras variedades, e o consumo diário do fruto é extremamente benéfico à saúde.

 

 

Referências

Fruta: limão-cravo. Disponível em: < http://poderdasfrutas.com/categoria/limao-cravo/>. Acesso em 03 de julho de 2015.

LORENZI, Harri. Frutas Brasileiras – e exóticas cultivadas (de consumo in natura). Instituto Plantarum. São Paulo, 2006.

Mandarin Lime. Disponível em:< https://www.hort.purdue.edu/newcrop/morton/mandarin_lime.html>. Acesso em 03 de julho de 2015.

Kirumakki Rangpur lime. Disponível em: < http://www.citrusvariety.ucr.edu/citrus/kirumakki.html>. Acesso e 29 de junho de 2015.

RIGO, Neide. Que limão é esse? Disponível em:< http://come-se.blogspot.com.br/2009/08/que-limao-e-esse-um-video-sobre-o-limao.html>. Aceso em 29 de junho de 2015.

TASSARA, Helena. Frutas Brasil Frutas. Empresa das Artes, 2008.

Comments

comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *