Frutas, Brasil, frutas!

Fazer um doce exige muito mais do que uma receita, bons dotes culinários e a fé de que tudo, ao sair do forno, ou pior ainda, da forma, vai dar certo!

Conhecer os ingredientes e respeita-los é passo primordial e obrigatório para qualquer produção. Saber seu melhor momento, conhecer seus cheiros, texturas e como esse ingrediente responde em diversos tipos de cocção demonstra o quanto um confeiteiro se preocupa em buscar a melhor essência para seus doces.

Eu, por um bom tempo deixei os livros de receitas dos meus chefs preferidos de lado e parti para pesquisas mais profundas de ingredientes, em exclusivo, das frutas. Passei a caminhar mais pelas feiras – mesmo que só de passagem, para observar as frutas que estavam sendo vendidas – depois ia aos supermercados para ver a discrepância dos valores das frutas importadas e observava o fluxo, a época, as pessoas comprando e especialmente compartilhando suas opiniões. Comecei a comprar as frutas que desconhecia e até as que conhecia buscava diferentes produtores para saber se realmente os sabores mudavam. Isso na verdade, faço até hoje. Visitar mercados e feiras é uma das minhas tarefas preferidas, então, sempre que algum cruza meu caminho, é lá que você vai me encontrar!

IMG_1016

Um dos livros que me ajudou nessa pesquisa, em descobrir a alma das frutas, foi o livro Frutas, Brasil, frutas de Silvestre Silva e Helena Tassara. Comprei esse livro quando trabalhei em um centro de pesquisas e estávamos nos aprofundando ao máximo nas frutas desse nosso extenso país.

Silvestre Silva é um repórter fotográfico que possui um acervo raro de imagens de espécies e ambientes da flora brasileira publicadas em mais de 800 livros no Brasil e exterior. A Helena é socióloga e documentarista e já escreveu para a televisão a série Frutas do Brasil, além de participar de diversos projetos editoriais em prol da riqueza cultural do nosso país.

Os dois pesquisaram e catalogaram nesse livro mais de 150 frutas acompanhadas de textos completos e muito bem ilustrados com as fichas de cada tipo de fruta, mostrado o local de origem, nome científico, época de frutificação etc. E não são apenas frutas amazonenses não, eles tratam do abacate à lichia, passando pela macadamia e chegando no tucumã, uxi e uvaia. Completinho!

Uma leitura riquíssima, um manual obrigatório e que eu espero que instigue você a começar a provar novas frutas e a compreender melhor esse universo!

Comments

comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *