Aos 11 anos começou vendendo trufas na escola por puro prazer em ver seus colegas apreciando seus doces – na mesma loja em que comprava o chocolate para a produção das trufas fez um curso de bolos e daí não parou mais. Se aperfeiçoou e abriu seu atelier de bolos em 2010.

O Rei dos bolos, Nelson Pantano, com apenas 25 anos conduz a The King Cake e produz flores em açúcar impressionantemente perfeitas – conquistando o coração das noivas mais badaladas do Brasil.

Hoje as flores tornaram-se sua especialidade e sua busca constante por perfeição, além do tema principal de suas aulas na The King Cake Academy, para nossa sorte. 

Com vocês o mestre das flores em açúcar: Nelson Pantano. 

unnamed

Oi Nelson! Primeiro, conta um pouquinho sobre você. Quem é, como descobriu a confeitaria e o que motivou a seguir nesse caminho feito de açúcar!

Ótimo, vamos lá… Meu nome é Nelson, tenho 25 anos e sou o Cake Designer da The King Cake. Desde pequeno sempre tive muita curiosidade e interesse por confeitaria, mas foi com aproximadamente 11 anos de idade que me apaixonei definitivamente por esta arte e decidi que era isso que eu queria fazer depois de assistir a um programa na televisão e que acabou influenciando todos os meus passos desde lá.

Quando a The King Cake foi criada? E qual era seu principal objetivo com a empresa?

A The King Cake foi criada em Maio de 2010. Depois de já estar trabalhando na área em projetos menores, eu e meu sócio, resolvemos que era hora de encarar o desafio e começar a assinar os meus próprios projetos. Assim nasceu a empresa, em casa mesmo, de maneira informal, porém com o objetivo de crescer e seguir novos caminhos.

Você encontrou alguma dificuldade durante sua carreira, seja no início, seja agora?

A grande dificuldade que encontrei no inicio foi para conseguir encontrar as ferramentas corretas para a praticas das técnicas que executo, que não são vendidas no Brasil, bem como para desenvolver e adaptar a receita da massa de flores que utilizo em nossos projetos, devido aos diferentes climas que temos no Brasil.

Quais são os profissionais que mais inspiram seu trabalho?

Meus grandes inspiradores, desde sempre e até hoje são Ron Ben-Israel, Robert Haynes, Alan Dunn, Naomi Yamamoto, Eddie Spence e Maggie Austin, que na minha opinião são os melhores do mundo e cujo os quais eu tive a grande honra de conhece-los pessoalmente e lhes mostrar meu trabalho.

Você acha que é possível qualquer confeiteiro se dedicar ao trabalho artístico, se dedicando, estudando. Ou realmente é preciso ter um dom natural?

Acho que sim, trata-se realmente de um dom natural, porém que precisa ser praticado e lapidado, não apenas do interesse de um confeiteiro, pois no meu caso, meu trabalho envolve muito mais sensibilidade artística do que efetivamente um trabalho de confeitaria.

Você abriu uma academy no seu espaço para ensinar outras pessoas a confeitar bolos, fazer as flores. Conta um pouquinho como funciona o curso e se é necessário ter algum conhecimento prévio para poder estudar com você.

Temos varias opções de cursos em nossa agenda, alguns não exigem nenhum conhecimento, outros mais avançados necessitam alguns requisitos. Nossos cursos contam com poucas vagas, em média de 8 a 9 alunos por turma; prezo muito este numero reduzido justamente para poder dar a atenção e auxílio devido a cada um dos meus alunos.

Alguma dica para quem está começando?

Sempre digo aos meus alunos: empenho, dedicação, esforço e acima de tudo amor pelo que faz. Tudo o que é feito com carinho e sentimento tem um resultado final muito melhor, para si e para os demais. Não tem erro.

Dos tantos cursos que você faz mundo afora – pois você está sempre se reciclando, certo? Qual em sua opinião foi o mais especial?

O mais especial de todos os cursos que já fiz e uma honra em conhecer, foi com o Grande Cake Designer Eddie Spence, que trabahou a vida inteira como Confeiteiro da Rainha Elizabeth II e até hoje é requisitado pessoalmente por ela. Ele que é um dos poucos confeiteiros no mundo que ainda utilizam as primeiras técnicas de confeitaria e também por se tratar de um senhor com mais de 80 anos. Foi um grande sonho realizado conseguir uma vaga em um dos seus disputados cursos por duas vezes e assim poder estar perto de um artista sem precedentes na minha opinião.

Nelson, obrigada pela entrevista! Desejo muito mais sucesso e quem quiser te encontrar pela internet e redes sociais, quais seus contatos?

Eu que agradeço esta oportunidade e meus contatos são:

site: www.thekingcake.com.br

cursos: www.thekingcake.com.br/academy

instagram: @thekingcake

e nosso telefone: (11) 2894-4078

 

colagem

entrevista: Essência Studio

fotos: divulgação / the king cake

Comments

comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *