Caramelo é uma das tantas maravilhas do mundo, e sei que você há de concordar comigo!

Seja no formato de uma deliciosa bala até um cremoso doce de leite, parece que o caramelo deixa tudo mais tentador e… proibido! E tudo que é proibido é mais gostoso, fala sério!!!! Por isso essa semana – que está aqui na manga do dólmã desde o ano passado, esperando o momento certo para ser colocada no ar – é toda dedicada a esse doce, calda, recheio, acompanhamento, tentação, o que for!

As receitas estão bem diversificadas – vão desde um bolo que lancei no início de 2014 na minha confeitaria, a All about cakes, seguindo a minha linha de doces nomeada de Pipó. Nessa linha já produzi mini pies, mini éclairs, bombons e um dia eu parei para pensar: “Como assim uma confeitaria especializada em bolo ainda não tem um sabor Pipó?” E foi ai que o bolo nasceu!

texto1

Ele foi totalmente inspirado nos docinhos da All about cakes até calhar de me mostrarem toda a similaridade com um bolo da Linda Lomelino –fotógrafa e food styling sueca que já publicou livros lindos e que você confere aqui. E como eu honestamente sou contra cópias descaradas – não sei como alguém pode se sentir bem copiando outro artista, mas que existem, há… INFELIZMENTE, existem! – me senti mega honrada de ter pensado em um bolo que uma das minhas fotógrafas favoritas pensou. Mas…

Mas tirei o bolo da linha da All about cakes e deixei ele em stand by para poder criar um novo design – assim continuo garantindo a identidade que tanto prezo para a All about cakes, mas calma, porque a receita e o design antigo você confere aqui, no Essência!

Falar em caramelo e não pensar em churros é um sacrilégio! Massa de churros é fácil e rápida de fazer, existem os que colocam um tiquinho de álcool na massa, mas prometo que essa receita que – apresentei logo no início do Essência – dispensa o álcool e garante churros levíssimos! Confia em mim! Você vai amar!

IMG_5384

Para acompanhar um doce de leite feito com leite de ovelha (o de cabra, que constitui a tradicional Cajeta mexicana também fica sensacional!), mas se não quiser ser tão audacioso na escolha do leite, o leite de vaca, integral pode ser utilizado. Eu provei esse doce de leite quando trabalhei com Jordi Roca no El Celler de Can Roca. O doce acompanhava a sobremesa Lactico: placas de goiaba congeladas com sorvete de recuit, chantilly e doce de leite de ovelha. DELICIOSO! Foi ai que me apaixonei e sempre que penso em doce de leite para minhas receitas, penso no Jordi! Quanto amor, não?

E por fim o doce mais amado de todos os brasileiros: arroz doce. Clássico, tradicional sem invenções e bem cremoso! O mais puro e deliciosamente doce arroz com uma calda de caramelo para matar de vez! Ah, e pra fazer calda de caramelo tem técnica, sabia? Confira no Escola de Confeitaria clicando aqui.

IMG_5133

Porque vamos falar a verdade? Mexer no doce de arroz é uma ofensa né?

Espero que aproveite e se lambuze com essa semana cheia de caramelo!

Comments

comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *